O que é RSS?

O que é RSS?

0
SHARE

O que é?

RSS ( ou ) é um recurso desenvolvido em XML () que permite aos responsáveis por sites e blogs divulgarem notícias ou novidades destes, como atualizações do web site. Para isso, o link e o resumo daquela notícia são armazenados em um arquivo de extensão .xml, .rss ou .rdf. Esse arquivo é conhecido como Feed RSS. Assim o interessado em obter as notícias ou as novidades deve incluir o link do feed do site que deseja acompanhar em um programa ou serviço agregador de RSS.

A abreviatura do RSS é usada para se referir aos seguintes padrões:

  • Rich Site Summary (RSS 0.91)
  • RDF Site Summary (RSS 0.9 e 1.0)
  • Really Simple Syndication (RSS 2.0)

Agregadores de RSS

Agregadores RSS tem a função de ler o conteúdo dos feeds que indexa e mostra-os em sua interface. Existem 3 tipos de agregadores RSS:

  • Navegadores:  São navegadores que já possuem agregadores implementados junto aos seus favoritos, como o Mozilla Firefox ou o Internet Explorer 7, assim você não precisa ficar com 2 programas abertos, você clica no ítem do Feed e ele abre automaticamente no seu navegador.
  • Programas: Como um cliente de e-mail, permitem que você leia notícias em softwares como o Microsoft Outlook e o Mozilla Thunderbird, por exemplo. Outros são capazes de verificar os sites listados em um intervalo de tempo definido por você e emitem um aviso sonoro ou visual assim que encontram uma notícia nova.
  • Serviços Online: São os leitores on-line, com destaque para o Google Reader e para o Bloglines. A vantagem destes serviços é que você consegue acessar os feeds que assina a partir de qualquer computador com acesso à internet, independente do sistema operacional.

Como o RSS surgiuExemplo de um programa agregador de feeds RSS.

O padrão RSS surgiu no início de 1999 e é uma criação da equipe da Netscape, que “largou” o projeto tempos depois por não achá-lo viável. Uma empresa de menor porte, a UserLand, decidiu por continuar o RSS para aplicá-lo em suas ferramentas de blogs. Para isso, os desenvolvedores resolveram simplificar o código e, quando isso foi concluído, o RSS 0.91 foi lançado. A Netscape tinha trabalhado até a versão 0.90.
Paralelo ao trabalho da UserLand, um grupo de desenvolvedores continuou o RSS 0.90 baseando-o no padrão RDF. Logo, a versão 1.0 foi lançada por este grupo. A UserLand, no entanto, continuou seu trabalho, lançado versões como 0.92, 0.93 até que finalmente chegou à versão 2.0. Certamente, a UserLand daria a numeração 1.0 a esta última, mas essa seqüência já tinha sido adotada pelo outro grupo.

Na verdade, existem mais grupos trabalhando com RSS. É por isso que existem tantos nomes para essa tecnologia.

O que é RDF

RDF é a sigla para Resource Description Framework. Trata-se de uma especificação normalmente baseada em XML que tem como objetivo automatizar e ampliar recursos para a internet através de representação de informações. O RDF tem como base o trabalho de uma série de grupos que desenvolvem tecnologias de informação. Isso significa que o RDF não foi criado exclusivamente para ferramentas como o RSS, como muitos pensam. Na verdade, se estudarmos o RDF a fundo, veremos que ele tem utilidade em várias aplicações, como em sistemas de busca e mecanismos de compartilhamento de informação.

O que é Atom

Ao contrário de RSS, Atom não é uma sigla, mas também é um formato para divulgação de notícias. Há quem diga que esse projeto é, inicialmente, uma proposta de unificação do RSS 1.0 e do RSS 2.0. O Atom também é baseado em XML, mas seu desenvolvimento é tido como mais sofisticado. O grupo que nele trabalha tem até o apoio de grandes corporações, como o Google.

A grande maioria dos agregadores de feed disponíveis ao usuário suporta tanto as versões do RSS quanto o Atom. Para obter mais informações sobre essa tecnologia, visite seu site oficial: www.atomenabled.org.

O símbolo universal
O símbolo universal do RSS, usado praticamente por todos os softwares atualmente.

A partir de sua versão 1.5, o navegador de internet Mozilla Firefox passou a adotar um símbolo diferente para o RSS. Depois disso, o símbolo se tornou padrão para representar feeds RSS, isto é, se tornou universal. No caso do Firefox ou de outros programas compatíveis com RSS, basta clicar no símbolo em questão que geralmente aparece no canto direito da barra de endereços ou em um ponto específico da página visitada para que o feed do site acessado seja adicionado.

LEAVE A REPLY