Representatividade do e-commerce na economia

Representatividade do e-commerce na economia

0
SHARE
O que é s-commerce
O que é s-commerce

O e-commerce alterou a prática e a tecnologia dos mercados B2B e B2C, afetando tudo, desde os padrões de transporte até comportamento do consumidor.

Graças ao desenvolvimento do e-commerce na economia, os elementos mais básicos das transações de compra e venda de bens continuam a sofrer alterações. Isso gera um impacto crescente e profundo na forma como as empresas gerenciam seu ciclo de fornecimento de produtos e serviços.

Assista Webnário para montar loja virtual
Veja 8  dicas para montar uma loja virtual
Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

Em resumo, o e-commerce tem afetado os preços, a disponibilidade de produtos, os padrões de transporte e o comportamento dos mais diferentes tipos de consumidores ao redor do mundo.

E-commerce na economia – B2B liderando o caminho

As negociações de e-commerce B2B (business-too- business) na economia mundial são responsáveis pelo papel de liderança nas estatísticas das redes de fornecedores. Por exemplo, em países como os Estados Unidos e o Canadá, o e-commerce tem facilitado a vida das empresas que adotaram o sistema B2B de vendas. O crescimento cada vez maior dessas empresas fica evidente a cada dia que passa.

Crescimento constante do e-commerce B2B

O crescimento constante do e-commerce B2B mudou a noção de custo e de lucro para muitas empresas em todo o mundo. A nível microeconômico, o crescimento de e-commerce B2B tem resultado em:

 Redução substancial dos custos de transação;
 Melhorias na gestão da rede de abastecimento; e
 Redução de custos para o abastecimento dentro e fora do país de origem.

A nível macroeconômico, o forte crescimento do e-commerce B2B coloca uma pressão descendente sobre a inflação e aumenta a produtividade, as margens de lucro e a competitividade de mercado.

Baixe planilha de análise de concorrência
Baixe e-book com 6 maiores erros de quem faz anúncios
Baixe e-book de como capturar e-mail

E-commerce na economia

O e-commerce na economia é a galinha de ovos de ouro’ de muitos países! E-commerce na economia – o crescimento do B2C O chamado ‘e-commerce de varejo’ tornou-se o setor de comércio que mais cresce hoje em dia e superou todos os outros setores do comércio e da indústria desde 1999, quando o United States Census Bureau iniciou a pesquisa e publicação de dados sobre o comércio eletrônico nos Estados Unidos.

Naquele mesmo ano, o e-commerce para vendas no varejo representaram menos de 1 por cento do total de vendas no varejo norte-americano. Em 2003, aquele número subiu para um pouco menos de dois por cento; até 2008 tinha crescido para 3,6 por cento; e, no quarto trimestre de 2010, o e-commerce B2C atingiu 4,4 por cento do total de vendas no varejo do país!

Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Se o crescimento do e-commerce na economia de países economicamente estáveis como os Estados Unidos tem sido intenso, no Brasil a situação está no mesmo rumo: a cada dia que passa, mais empresas e empresários dedicam tempo e recursos ao comércio eletrônico. Essa crescente adaptação empresarial vem sendo sentida pela quantidade cada vez maior de marketing digital propagada na internet.

É importante notar neste ponto de nossa análise, que uma grande parte das vendas B2C vem por meio das vendas por correspondência. Muitas das empresas que entregam seus produtos usando os Correios ou as transportadoras têm uma presença on-line, bem como lojas físicas tradicionais. Os efeitos do e-commerce na economia são fortes, adaptáveis e cada vez mais pulsantes, em meio à chamada crise econômica em que vivemos.

E-commerce na economia o – as mudanças de comportamento

As mudanças que o e-commerce B2C tem suscitado, sem dúvida, tiveram um impacto mais significativo sobre a economia e sobre o comportamento dos compradores do que tem o comércio eletrônico B2B. No passado, quando os consumidores queriam fazer compras, era preciso reservar algumas horas do dia para ler catálogos detalhados dos produtos.

Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
Aprenda como usar o CANVAS
Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Hoje, muitos consumidores podem simplesmente usar seus smartphones ou outros dispositivos eletrônicos portáteis para fazer compras online. Tanto compradores como vendedores do e- commerce B2C não estão mais restritos por horários de funcionamento de lojas. Com alguns cliques simples, todos podem ter acesso a uma variedade de bens 24 horas por dia, sete dias por semana.

Características do e-commerce na economia

As características do e-commerce na economia são bem diferentes do que há alguns atrás. Em 2000, por exemplo, hardwares de computador eram o tipo mais comum de mercadoria vendida pela Internet.

Hoje, a variedade de mercadorias é extremamente diversificada, e os clientes podem comprar quase tudo online. Basta dedicar um pouco de tempo para pesquisar, analisar de forma atenta a qualidade de cada item de sua lista de prioridades e pronto; a compra está feita!

O consumidor online tem se beneficiado de outras formas:

 A busca de bens de consumo ou de serviços foi facilitada.
 A queda de preços se intensificou.
 A concorrência diminuiu, tendo em vista que algumas empresas ainda não entraram de cabeça no e-commerce.

Mas isso levou a uma diminuição substancial do número de pequenas empresas que operam em certos nichos, visto que elas tendem a ser menos envolvidas com o e-commerce. Grandes empresas como lojas de varejo de livros, concessionárias de automóveis e agências de viagens tem mostrado mais capacidade de competir neste ambiente de mercado.

Crescimento extremamente rápido das vendas

O crescimento extremamente rápido das vendas no e-commerce tem proporcionado um grande impulso na prestação de serviços. Isso porque as compras de mercadorias na web envolvem alguma forma de entrega residencial usando-se serviços de terceiros, como os Correios, por exemplo.

7 dicas para começar a usar o Youtube
Saiba se seu site está otimizado
Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
Baixe e-book para datas comemorativas

Além disso, está ocorrendo cada vez mais no Brasil uma impulsão no mercado de entrega de mercadorias envolvendo pequenas e médias empresas de transportes. Isso ocorre devido aos atrasos recorrentes dos Correios – um motivo muito forte para se recorrer a alternativas mais efetivas e com menor custo do que o serviço prestado pelo governo federal.

Os padrões de demanda do e-commerce na economia

Como a tecnologia, o e-commerce e a globalização tornaram-se mais interligados, compradores e vendedores estão aumentando sua conectividade e a velocidade com que conduzem suas transações de vendas.

É claro que é preciso ter muito cuidado ao fazer planos. Há alguns anos, poderia levar uns dois anos até que eventos num país afetassem a economia de outro. Agora, graças à tecnologia e à comunicação instantânea, o impacto pode ser quase imediato.

Assim, é preciso sermos sinceros:

Há algumas consequências potencialmente negativas para o rápido crescimento do e-commerce na economia. Neste ambiente de negócios volátil, gestores de redes de fornecimento devem considerar o desenvolvimento de estratégias para lidar com as rápidas oscilações que podem resultar do uso crescente de e-commerce em um mercado globalizado.

Mesmo assim, o crescimento dos efeitos do e-commerce na economia é incrivelmente irreversível, e quem investe numa loja virtual está totalmente dentro da realidade atual.

LEAVE A REPLY