Quais os tipos de loja virtual que mais vendem no Brasil

Quais os tipos de loja virtual que mais vendem no Brasil

0
SHARE

Você quer começar a vender no e-commerce, mas não sabe quais produtos disponibilizar para clientes. Há muitos produtos disponíveis, um grande público para comprar, então é necessário que você saiba o que melhor combina com sua personalidade, com seu conhecimento e o que mercado que você espera atuar.

Atualmente, há segmentos do mercado eletrônico que, mesmo em época de crise econômica, continua alcançando crescimento anual de 25%. Dessa forma, o e-commerce acaba sendo uma presença fundamental para qualquer tipo de empreendedor que tenha vontade de entrar em um mercado que oferece ótimas oportunidade para lucrar.

LEIA TAMBÉM:

>E-MAIL MARKETING
>PORCENTAGEM DE VENDAS NO MERCADO LIVRE
>COMO COMPRAR NO E-BAY E PAGAR COM BOLETO

>COMO GANHAR SEGUIDORES NO INSTAGRAM
>COMO SER TORNAR UM EMPREENDEDOR INDIVIDUAL
>FAÇA UM CURSO DE E-COMMERCE

Com a maior dúvida estando justamente em saber o que vender no comércio eletrônico, o empreendedor precisa ter o pé no chão, analisar suas opções com atenção e ver quais suas possibilidades levando em conta sua capacidade de investimento, seu conhecimento, seus fornecedores e o tempo médio que pode esperar para começar a obter lucro.

Como visto, o objetivo aqui não é necessariamente dizer o que você deve vender, mas sim mostrar possibilidades de produtos que podem ser vendidos no e-commerce e quais são suas vantagens e desvantagens. Mas caberá somente a você decidir o que é mais indicado vender. Se, ao contrário, você encontrar outro texto lhe dizendo para vender isso ou aquilo, desconfie. No máximo, é possível que você receba orientações do que pode ser bom vender, mais do que isso ninguém pode oferecer.

Melhores produtos para vender online

Para facilitar sua vida, passaremos abaixo produtos de nichos específicos que podem se constituir em excelentes oportunidades para a venda online. Confira alguns produtos que possuem alto potencial de lucro:

Medicamentos: possui a vantagem de ter, geralmente, um pequeno peso. Além disso, tem alto valor agregado, já que são comprados constantemente. Enquanto isso, a concorrência do setor não é das mais acirradas. Assim, entrar nesse tipo de mercado pode ser interessante para quem possui um capital razoável para investimento.

LEIA TAMBÉM:

>COMO FAZER UM PLANO DE AÇÃO PARA SEU NEGÓCIO
>PLANO DE PROJETO DE LOJA VIRTUAL
>SAIBA UM POUCO MAIS SOBRE ADWORDS

>O QUE AS PESSOAS MAIS COMPRAM NA INTERNET
>COMO ANUNCIAR PRODUTOS NA OLX 
>O QUE É E-PROCUREMENT

Biquínis e lingerie: da mesma forma que os medicamentos, esses dois produtos possuem um baixo peso, o que facilita no envio do frete, já que custa menos. Além disso, há uma frequência razoável de compras, o que faz com que sempre estejam em alta, principalmente as lingeries. A desvantagem está no fato de envolver um alto investimento em marcas e de possuir um número considerável de trocas.

Bijuterias: novamente, o baixo peso é essencial para diminuir o preço do frete. Além disso, bijuterias são constantemente adquiridas pelas mulheres, não apresentam concorrência relevante e dão possibilidade de lucro rápido para o negócio. O principal ponto negativo fica pela alta quantidade de trocas que acabam sendo realizadas.

Perfumes: são uma ótima opção de lucro, mas é necessário conhecimento, bons fornecedores e rápida reposição. O baixo preço facilita no preço do frete e perfumaria apresenta um alto valor agregado. Mas como ponto negativo apresenta uma grande concorrência e não são produtos adquiridos de forma rotineira.

Alimentos diferenciados, como de dietas especiais ou gourmet: tem como principal atrativo a alta e contínua frequência de compra e de ter uma baixa competitividade, já que costumam ser vendidos de forma exclusiva. O problema reside na dificuldade de manuseio, por serem perecíveis e possuírem características próprias de armazenagem.

Além disso, o peso para frete deve ser levado em consideração. Artesanatos ou objetos de decoração: possuem como principal vantagem a baixa competitividade, já que costumam ser produtos exclusivos. Além disso, seu peso não é elevado. Na contramão, apresentam como desvantagem a baixa frequência de compra por parte dos usuários.

LEIA TAMBÉM:

>PLANO DE NEGÓCIOS
>CONHEÇA OS PRODUTOS MAIS VENDIDOS NA INTERNET
>SAIBA MAIS SOBRE E-COMMERCE

>COMO CRIAR UMA NEWSLETTER
>SAIBA MAIS SOBRE E-BUSINESS
>COMO COMPRAR PRODUTOS BARATOS PARA REVENDER
>APRENDA COMO MONTAR UM PLANO DE NEGÓCIOS

Conteúdos digitais: aqui está um produto que não envolve frete, o que já facilita a venda e que além disso tem uma grande frequência de compra e de desvantagem. O problema desse tipo de produto é que enfrenta uma alta concorrência, além de possuir um baixo valor agregado, já que pode ser encontrado em inúmeros lugares.

Dê atenção para os nichos de mercado no comércio eletrônico

Essa afirmação já é um clichê, mas não custa repetir novamente. De nada adiantar sair querendo vender de tudo. Se fizer isso, você irá competir com as grandes lojas varejistas do setor virtual. Pode até dar certo, mas a chance de isso ocorrer é pequena, convenhamos. É pouco provável que você consiga ter uma vantagem competitiva considerável diante delas.

Dessa forma, nada mais natural que focar em nichos de mercado. Eles podem ser a melhor porta de entrada para o pequeno empreendedor digital. Isso porque mercados focalizados costumam oferecer competitividade mais baixa de mercado, transformando esses nichos em excelentes oportunidades para serem exploradas. O ideal, neste cenário, é conseguir aliar a presença em nichos de mercado com objetos que possuam alto valor agregado. Como você pode imaginar, isso é uma fórmula tradicional para obter sucesso no comércio eletrônico.

Conheça as características dos produtos que está vendendo

Antes de decidir o que vender, também é útil ter uma ideia clara do tamanho física dos produtos e outras informações relevantes. Essas informações pode lhe livrar de inúmeros incômodos. Produtos leves e pequenos: esse tipo de mercadoria dá a chance de evitar problemas de armazenagem, além de propiciar um frete barato ao comprador. Por fim, evita a chance de que você precise de um galpão para armazenar os produtos, gerando um menor custo operacional.

Produto de alto valor agregado: produtos bons para vender na internet costumam apresentar alto valor agregado, como medicamentos, perfumes e bijuterias. Esse tipo de produto permite que você retire seu investimento em curto a médio prazo. Mas inicialmente costuma exigir um investimento razoável para dar certo.

Produtos não comoditizáveis: o bom de trabalhar com produtos exclusivos é o fato de você encontrar uma concorrência baixa. Assim fica mais fácil tornar seu e-commerce conhecido.

Esqueça mitos sobre e-commerce

Esqueça os mitos sobre o mercado de comércio eletrônico. Como você viu, ter uma loja virtual não representa ter menos trabalho que uma loja física, mas sim um trabalho com características diferentes. Também não significa que você conseguirá fazer fortuna rapidamente. Mas com um trabalho eficiente e um produto à venda, as lojas virtuais podem ser uma excelente forma de alcançar a independência financeira.

LEAVE A REPLY