Controle de estoque: como fazer em um e-commerce

Controle de estoque: como fazer em um e-commerce

0
SHARE
Controle de estoque: como fazer em um e-commerce
Controle de estoque: como fazer em um e-commerce

Leia nesse artigo informações e dicas sobre controle de estoque e de como fazer em um e-commerce

Independentemente de você ter uma empresa que esteja no começo de suas operações ou que já seja consolidada no mercado de comércio eletrônico, é muito comum que existam empreendedores que estejam focados apenas na aquisição de novos clientes e na possibilidade de conversão de vendas, acabando deixando de outro lado o controle dos produtos.

Assista Webnário para montar loja virtual
Veja 8  dicas para montar um loja virtual
Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

Mas é importante que você saiba que caso não seja feita uma gestão com o devido cuidado, há uma grande possibilidade que todo seu trabalho vá por água abaixo. Então, como você pode evitar que isso ocorra? Como cuidar da melhor forma possível do inventário, para que sempre tenha o melhor para oferecer para os seus clientes. Nós explicamos para você a seguir. Confira:

As vantagens do controle de estoque:

• Possibilidade de liberar espaços produtivos.
• Você poderá identificar os produtos que estão sem giro.
• Conseguirá otimizar o seu capital de giro.
• Irá suprir as demandas de venda.
• Conseguirá evitar o desvio de produtos e materiais.
• Irá evitar os atrasos de fornecedores.
• Poderá criar estratégias de atendimento.
• Poderá se adequar às cotas de fornecimento.

Baixe planilha de análise de concorrência
Baixe e-book com 6 maiores erros de quem faz anúncios
Baixe e-book de como capturar e-mail

E quais são os tipos de estoque para um comércio eletrônico?

São inúmeras as maneiras possíveis de se gerenciar um estoque de produtos, cabendo a você escolher aquela que mais se encaixa às suas necessidades e a do seu negócio. Então, entenda, qantes de mais nada, quais são as opções mais comuns de estoque para seu comércio eletrônico e o que envolve cada uma delas. Veja só:

Compartilhado

Essa escolha se justifica para comércios eletrônicos que também possuem uma loja física, podendo ser vantajoso, assim, apostar em um estoque compartilhado, já que essa alternativa irá permitir que você use o mesmo espaço e os mesmos produtos para abastecer tanto a operação digital quanto a operação física.

As vantagens dessa opção é que ela exige um espaço menor do que se o seu empreendimento mantivesse locais separados para cada uma das frentes de venda. Com o estoque compartilhado, torna-se possível fazer um gerenciamento integrado dos produtos, o que acaba gerando economia de recursos.

Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Por sua vez, se você dividir o estoque, irá precisar de um sistema de back office bem estruturado, para que sej atualizado constantemente da efetivação de vendas em qualquer um dos negócios. Isso, porque, caso contrário, poderá correr o risco de vender produtos indisponíveis.

Terceirizado

Você pode terceirizar seu comércio eletrônico de duas maneiras: um é o drop shipping (triangulação), que consiste em um método em que o inventário e as entregas ficam a cargo dos fornecedores. A outra opção se chama cross docking, em que o fornecedor entrega o produto ao lojista e esse fica responsável por enviar o objeto ao cliente. Neste caso, quando o cliente tiver comprado algo na sua loja virtual, você terá que entrar em contato com o fornecedor, cabendo a este cuidar de levar o item até seu destino final.

Vantagem deste sistema

Como grande vantagem deste sistema está a possibilidade de terceirizar uma quantidade imensa de produtos sem que você precise, de fato, gerenciá-los, bastando entrar em contato com o fornecedor quando precisar deles. Como ponto negativo está o fato de que ao abrir mão por completo deste controle fosse precise triplicar a atenção em relação ao tempo de envio, à qualidade do objeto vendido e ao estado em que ele irá chegar até o comprador.

Todos elementos que possuem grande importância na hora de reter os clientes. Então, escolha parceiros confiáveis para fazer acordos. Do mesmo modo, evite usar o método para artigos que sejam artesanais ou mais refinados, o que gera um peso extra na importância dada ao fornecedor.

Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
Aprenda como usar o CANVAS
Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Descentralizado

Descentralizar o estoque visa reduzir as despesas tanto com transporte como com o tempo de envio. Esse tipo de prática é mais recomendado para comércios eletrônicos que possuem problemas com entregas devido a sazonalidade e por isso buscam deixar o artigo mais próximo dos clientes ou de um mercado específico.

O ponto positivo dessa prática é que a gestão do inventário gera uma logística de entrega bem mais prática e rápida. Por sua vez, o ponto negativo está na relação dos custos com espaços físicos que irão aumentar, uma vez que é necessário contar com um estrutura mais diversificada. Para que tudo funcione de forma correta, é necessário conseguir integrar os diferentes postos de armazenagem, mantendo a operação sob controle.

Consignado

Outra possibilidade muito utilizada por comércios eletrônicos consiste na prática de comprar uma determinada quantidade de produtos de modo consignado. Nesse caso, o lojista sempre terá o suficiente para conseguir suprir a demanda dos seus clientes, mas caso a mercadoria acabe ficando parada por algum motivo, bastará devolvê-la e pagar apenas pelo aquilo que acabou sendo vendido.

Como se percebe, o principal trunfo desta abordagem está no baixo custo com estoque, já que o vendedor não irá precisar de um grande capital para ter à disposição uma quantidade razoável de mercadorias e nem irá ter riscos com perder dinheiro de vendas por ter uma reserva muito pequena. Por sua vez, o problema é que nem todos os produtos irão funcionar dessa maneira. Desse modo, é necessário reconhecer o risco de oferecer consignação, já que os fornecedores pode acabar só aceitando vender dessa forma determinados itens que já possuem, naturalmente, um giro menor.

Tenha uma boa

Para que seu negócio de comércio eletrônico possa decolar e para que você possua um eficiente método de controle do seu estoque, é fundamental que você consiga ter uma boa relação com os seus fornecedores. Esse é o único modo de conseguir sempre atender as demandas dos clientes e de ter os produtos vendidos disponíveis dentro de prazos razoáveis.

7 dicas para começar a usar o Youtube
Saiba se seu site está otimizado
Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
Baixe e-book para datas comemorativas

Então, mantenha cima de tudo, uma relação amistosa com os seus fornecedores, já que isso é essencial para que você possa operar o estoque da sua loja de um modo bem organizado e muito suave. Isso irá envolver, sempre, maneiras de comunicação constante para que sejam definidis aspectos relativos a prazos de entrega e à quantidade de produtos que pode vir a ser comprados periodicamente. Além disso tudo, pense que, se aparecerem problemas, você poderá solucioná-los de forma conjunta com os seus fornecedores, que, com toda certeza, irão ter muito o que acrescentar.

LEAVE A REPLY