Como montar uma empresa online

Como montar uma empresa online

0
SHARE
empreendedores de sucesso

Veja como montar uma empresa online com algumas dicas importantes para o sucesso do seuempreendimento virtual

Boas ideias é o que não falta quando se fala em empreendimentos virtuais. Mas diferente da premissa que guiou o cinema independente por muitos anos, nem sempre basta “ter uma ideia na cabeça e uma câmera na mão”. Claro, troquemos a câmera pela plataforma online. Ou seja, para saber como montar uma empresa online de sucesso é preciso muito mais.

Ao contrário dos pioneiros do e-commerce, que possuíam um mar de possibilidades sem concorrência, hoje em dia, é possível encontrar praticamente todos os produtos em lojas virtuais. Isso quer dizer que os empreendedores online que entram agora no comércio eletrônico já começam com um grande desafio, que é o de se destacar entre a concorrência.

LEIA TAMBÉM:

>E-MAIL MARKETING
>PORCENTAGEM DE VENDAS NO MERCADO LIVRE
>COMO COMPRAR NO E-BAY E PAGAR COM BOLETO

>COMO GANHAR SEGUIDORES NO INSTAGRAM
>COMO SER TORNAR UM EMPREENDEDOR INDIVIDUAL
>FAÇA UM CURSO DE E-COMMERCE

Por outro lado, é possível investir em um negócio online que pertença a segmentos ainda com menos vendedores, mas nesse caso o desafio é o de fazer com que os consumidores desse nicho, provavelmente, pouco acostumados a comprar online interessem-se por isso. Ou seja,sempre existem desafios e, por isso, é necessário estar preparado.

A verdade é que como abrir uma empresa online consiste basicamente no mesmo processo necessário para abrir qualquer tipo de negócio físico. Basicamente, a diferença está no fato de que o empreendedor virtual não precisa alugar um espaço para o seu estabelecimento. No entanto, muitas vezes, isso se torna preciso para armazenar o seu estoque.

Dicas para formalizar e abrir micro empresa online

É normal que no momento de avaliar as oportunidades de empreender virtualmente se faça a pergunta: empresa online precisa de CNPJ? Erroneamente, muitas pessoas acreditam que os negócios online nem sempre precisam ser formalizados, mas não é bem assim.  Como qualquer outra empresa, é preciso que o seu e-commerce esteja legalizado.

No entanto, é possível simplificar os trâmites ao se tornar um MEI – microempreendedor individual. Essa opção é inclusive viável a pequenos empresários ou autônomos de estabelecimentos físicos. A diferença do MEI é que o pagamento de impostos é mais acessível, tendo que pagar apenas o Simples Nacional.

LEIA TAMBÉM:

>COMO FAZER UM PLANO DE AÇÃO PARA SEU NEGÓCIO
>PLANO DE PROJETO DE LOJA VIRTUAL
>SAIBA UM POUCO MAIS SOBRE ADWORDS

>O QUE AS PESSOAS MAIS COMPRAM NA INTERNET
>COMO ANUNCIAR PRODUTOS NA OLX 
>O QUE É E-PROCUREMENT

Mas somente os empresários que movimentam até R$ 60,00 por ano podem optar por essa modalidade de formalização, bem como ter apenas um único funcionário contratado. Caso o faturamento seja maior, o empreendedor, físico ou virtual, deve fazer o registro na Junta Comercial, na prefeitura, na Secretaria Estadual da Fazenda e na Receita Federal, sendo nesse último onde obtém o CNPJ.

Para os detalhes técnicos, o SEBRAE, que atende todo o país, inclusive, os empresários online, podem esclarecer dúvidas, inclusive, relativas ao MEI. Outra dica de especialistas a quem não se enquadra no MEI é contratar um contador para que ele dê conta da documentação e dos balanços financeiros necessários para a empresa.

Embora não seja obrigatório, uma forma de evitar problemas com a marca do seu e-commerce é registrá-la no Inpi – Instituto Nacional de Propriedade Industrial. Assim, ninguém mais poderá utilizá-la e você não corre o risco de usar uma marca que já existe, o que pode lhe render um processo no futuro.

Como montar uma empresa online: primeiros passos

Além das questões básicas de formalização do seu negócio, antes de abrir uma loja virtual você deve levar em consideração alguns aspectos, o que pode até mesmo fazer você mudar a sua estratégia de negócio. Em resumo, existem três maneiras principais pela quais uma pessoa decide vender serviços ou produtos pela internet. Ou ela fabrica um produto ou oferece um serviço e quer iniciar ou ampliar as suas vendas por meio da web; encontrou um produto com potencial de venda e escolhe a internet para comercializá-lo ou quer abrir o seu próprio negócio, mas não tem necessariamente em mente um produto para oferecer.

LEIA TAMBÉM:

>PLANO DE NEGÓCIOS
>CONHEÇA OS PRODUTOS MAIS VENDIDOS NA INTERNET
>SAIBA MAIS SOBRE E-COMMERCE

>COMO CRIAR UMA NEWSLETTER
>SAIBA MAIS SOBRE E-BUSINESS
>COMO COMPRAR PRODUTOS BARATOS PARA REVENDER
>APRENDA COMO MONTAR UM PLANO DE NEGÓCIOS

No primeiro caso, é bem provável que a pessoa já conheça o seu público alvo, ainda mais se já vende o que fabrica de modo tradicional e apenas quer usar a internet para aumentar o seu volume de vendas. No segundo caso, se tem um produto com potencial de vendas em mãos e, no terceiro, a ideia de um e-commerce.

Quem já tem o produto e possivelmente o público alvo deve, portanto, saber como criar um e- commerce e montar um plano de marketing para divulgar o que produz. Se você tem apenas o produto deve, antes, certificar-se que na internet está o público alvo dessa mercadoria e, se estiver, aprender a criar uma loja virtual atrativa e a fazer o plano de marketing.

O trabalho maior, dessa forma, fica para o empreendedor que vê na internet oportunidades para a sua independência financeira, mas ainda não sabe o que vender e, por consequência, nem para quem. Esse pode ser o jeito mais desafiador de empreender no comércio eletrônico, mas as chances são grandes, até porque muitas pessoas começam assim.

Como montar uma empresa online: o que considerar

Hoje em dia, é possível vender praticamente tudo na internet, como eletrônicos, vestuário, produtos de higiene e beleza, games, livros, brinquedos, alimentos, serviços e muitos outros. Além disso, você pode escolher o nicho dos importados, dos produtos de luxo, dos usados, como brechós e sebos, etc.

Mas para saber qual o segmento mais promissor na ocasião é preciso conhecer a concorrência e você pode começar a fazer isso escolhendo um nicho para pesquisar. Mas entre tantas opções, como começar? Embora não seja regra, uma dica é escolher um ramo no qual você já tem experiência profissional ou pelo qual nutre interesse especial.

Ambos as fatores ajudam em muito na hora de optar por um nicho. Você também deve pensar o que o motivou a querer ter o seu próprio negócio virtual. Se você viu como um conhecido seu está lucrando com as vendas pode avaliar se o segmento escolhido por ele ainda tem espaço para mais um empreendedor.

Mas para não se tornar o seu concorrente direto, você pode oferecer um diferencial. Mas se você sempre gostou de fazer doces pode usar a internet para vender as suas delícias. O ramo de gastronomia, aliás, é um segmento muito promissor, que ainda pode crescer muito. O nicho de comida saudável, por exemplo, conquista, a cada dia, mais consumidores.

Depois de escolher o produto para comercializar, chega a hora de conhecer profundamente o seu público alvo, assim, você consegue montar um e-commerce atrativo e pode fazer um plano de marketing  que seja eficiente para chegar mais rapidamente aos seus clientes em potencial.

Isso é só o começo, entretanto, pois como qualquer outra empresa você pode ter que precisar de uma equipe no médio prazo, bem como saber onde armazenar o seu produto antes de vendê-lo, criar uma logística eficiente, e muito mais. Então, pesquise muito e tenha os conhecimentos administrativos básicos antes de entrar de cabeça no ramo dos negócios virtuais.

LEAVE A REPLY