Como fazer o controle de estoque da loja virtual

Como fazer o controle de estoque da loja virtual

0
SHARE
Controle de estoque: como fazer em um e-commerce
Controle de estoque: como fazer em um e-commerce

Leia nesse artigo dicas e informações de como fazer o controle de estoque da loja virtual

Um dos principais motivos de cancelamento de compras nas lojas virtuais é o atraso na entrega dos produtos, e isso, normalmente, acontece pelo simples fato de não haver uma correta logística interna, ou seja, falta de controle de estoque.

Para que o empresário virtual não tenha problemas com relação a isso, deve manter o total controle sobre todos os processos de organização das mercadorias, como as que estiverem em seu estoque e as que estiverem alocadas.

Alguns empresários virtuais apresentam a velha dúvida de compartilhar ou não o estoque da loja física com a loja virtual, e, nesse caso, a atenção deve ser redobrada. Quando se tem um negócio ainda pequeno, o controle de estoque é muito mais fácil, embora deva se tomar o cuidado de não apresentar na loja virtual tudo o que a loja física tem, para não correr o risco de vender um produto online que já tenha sido vendido na loja física. Ou seja, se você tem 20 itens de um produto, coloque apenas 15 na loja virtual.

É necessário também manter o controle da quantidade de itens ofertados na loja virtual, observando a variedade de produtos e a quantidade de itens, não apresentando na loja virtual quantidades pequenas para venda.

Se isso ocorrer e haver apenas uma unidade de algum produto divulgado, o empresário poderá ter vários clientes interessados que não irão comprar, mas a loja não terá como recuperar o investimento feito em publicidade, ou seja, o lucro de uma unidade não trará retorno financeiro.

Para quem trabalha com produtos perecíveis, os cuidados devem ir além, verificando-se sempre a validade e organizando o estoque de acordo com o método FIFO, “first in, first out” – primeiro a entrar, primeiro a sair.

Um controle de estoque na prática

A gestão e o controle de estoque feita de forma eficiente é essencial – ou melhor, imprescindível – para qualquer negócio. Além disso, também é uma atividade desafiadora, que exige atenção.

O controle de estoque é de fundamental importância para qualquer loja virtual, que deve respeitar o cliente, vendendo apenas aquilo que pode entregar. Ao não entregar qualquer produto, o empresário corre o risco de comprometer a confiança dos usuários e derrubar a reputação de seu e-commerce.

Para evitar qualquer problema com relação ao estoque ou qualquer tipo de prejuízo logístico que possa ser prejudicial à imagem de seu e-commerce, vamos apresentar algumas dicas importantes.

Acompanhe:

1. Faça o controle de estoque de acordo com o seu negócio

Você pode fazer o gerenciamento de estoque de sua loja virtual através de um programa específico, mas, antes disso, é preciso conhecer em detalhes o sistema de funcionamento de seu empreendimento, como também do público e do tipo de produto ou mercadoria que está comercializando.

Cada tipo de e-commerce exige algumas particularidades que podem influenciar diretamente no controle do estoque.

Por exemplo, se sua loja trabalha como plataforma de revendas, você deve ter um controle; se seus produtos são personalizados, cada encomenda é um caso à parte; se você oferece produtos artesanais, deve manter um controle, e assim por diante. Veja que tudo isso também influencia no espaço que você precisa para manter os seus produtos em estoque.

Existem duas formas de trabalhar com lojas virtuais, e uma delas é o estoque tradicional, que vai exigir que você tenha um estoque dos produtos oferecidos, trabalhando diretamente com o seu controle de estoque, tendo um espaço para armazenagem e os custos necessários para que sejam mantidos em ordem.

A outra forma de trabalhar com e-commerce é o método drop-shipping, quando o empresário não precisa ter um estoque físico. A compra é feita pelo e-commerce à medida que ocorrem as vendas.

Esse método é bastante utilizado por empresários virtuais que não possuem o capital necessário para investir em estoque e é muito mais prático, não exigindo qualquer controle de produtos físicos.

Nesse caso, no entanto, é necessário manter fornecedores confiáveis, escolhidos com cuidado para que trabalhem em sintonia com o e-commerce.

2. Mantendo o controle do estoque

Para que o empresário não perca a noção de quanto possui em estoque, de quanto foi vendido ou de quanto precisa comprar para reabastecer o estoque, evitando a falta de itens e não conseguindo atender à demanda, é necessário manter o controle rígido de entrada e de saída de mercadorias. Tudo o que for movimentado deve ser registrado diariamente no controle de estoque e, se você tiver um sistema integrado, melhor ainda: quando um produto é vendido, automaticamente é feita a baixa no estoque.

Ao fazer uma compra, você deve registrar no momento da chegada das mercadorias, classificando-as pelos códigos já existentes, quando reabastecendo o estoque, ou criando novos códigos, quando são produtos ainda inéditos.

Além disso, outro cuidado é necessário: manter o controle sobre datas de entrada e de saída, procurando não deixar produtos ficarem obsoletos no seu estoque, o que, evidentemente, vai lhe trazer prejuízo. Nesse caso, quando um produto está quase saindo de linha, comece a trabalhar com promoções “imperdíveis” para não ter prejuízo.

3. Fazendo o mapeamento do fluxo de estoque

Para que você possa fazer um controle de estoque correto, de acordo com a demanda, também precisa saber quais são os produtos que mais têm movimento, ou seja, aqueles que tem maior saída, mantendo a reposição de cada item para que não falte nada.

Esse mapeamento deve ser feito através da análise do histórico de venda por itens, onde você deve ter a quantidade de cada produto vendida nos últimos meses.

Além disso, quando se trabalha com o comércio, é preciso levar em conta a sazonalidade, considerando as festividades e comemorações, quando determinados produtos são mais procurados. Por exemplo, o dia dos namorados tem uma série de produtos que têm mais saída; o Dia das Mães, outros, que são diferentes do Dia dos Pais, que, por sua vez, são diferentes do Dia das Crianças e do Natal.

Depois que você implantar um bom controle de estoques, verá que não é assim tão complicado. Basta ter atenção e cuidado, fazendo um trabalho detalhado, mantendo os registros em dia, sabendo o que está vendendo e o que precisa comprar.

LEAVE A REPLY