Como abrir uma pequena empresa

Como abrir uma pequena empresa

0
SHARE
Como abrir uma pequena empresa
Como abrir uma pequena empresa

Atualmente, se tornar um empreendedor é um dos objetivos que a maioria quer conquistar, ser seu próprio patrão.Veja nesse artigo dicas de Como abrir uma pequena empresa.

Passo a Passo como abrir uma empresa

Muitas pessoas sonham em ter um negócio lucrativo, que prospere. Geralmente pessoas entre 30 a 50 anos que já trabalham há a algum tempo para empresas, querem caminhar pelas próprias pernas em algum seguimento que lhe traga prazer, domine e tenha conhecimento total e principalmente lucrativo.

BAIXE NOSSO MATERIAL

>Como montar uma loja 
>Como fotografar e editar fotos em sua loja 
>Como atrair visitantes gratuitamente para sua loja virtual
>Como vender pelo Facebook e Instagram

Nesse segmento deseja sucesso e de uma empresa seja ela micro ou individual se torne algo grande e muito valioso, para começar a caminhar para a realização desse objetivo é necessário passar por etapas, seja elas burocráticas( documentos, alvarás, impostos), financeiras (empréstimos, sociedade)vamos então as informações e dicas para que você tenha seu objetivo realizado.

Quanto custa abrir uma empresa?

Na verdade, não temos um valor exato, pois existem fatores que aumentam o valor, tipo de segmento, onde, lugar, época do ano, documentação enfim, para isso criamos um projeto onde colocamos tudo isso em um documento, que servira de analise para que o futuro empreendedor de início ao seu negócio.

Simplo 7- Plataforma de e-commerce

Segundo pesquisas da Firjan, o custo médio de uma empresa é R$2.038 reais com variações de 274% dependendo do município. Mas sem dúvida a parte mais complicada desse projeto são as despesas indiretas antes mesmo da empresa estar funcionando, locação do ponto, reforma do local, dependendo do segmento mesas, cadeira, computadores, honorários, contador, engenheiro, funcionários, mão de obra como pedreiro, encanador, pintor, arquiteto, etc.…tem também a fiscalização, vigilância sanitária, alvará de funcionamento, registros, impostos e por aí vai.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Assista o Webinar para montar loja virtual
>Veja 8  dicas para montar uma loja virtual
>Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
>Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

Mas tem como abrir uma empresa com pouco dinheiro ou nenhum dinheiro?

Os primeiros passos para empreender sem muito capital inicial é estudar se seu projeto, tem potencial para ganhar o mercado, já que o investimento é curto você deve suprir em outras etapas como por exemplo o diferencial dos demais, fazer a diferença se destacar, exemplo se você vende bombons o que você fará de diferente para vender mais bombons do que os milhões de vendedores de bombons, como concorrer com os gigantes tipos Nestlé, Garoto, Pan dentre outros, como concorrer com o tiozinho da vendinha perto da escola, por exemplo.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como atrair cliente com e-mail 
>7 dicas para começar a usar o Youtube
>Saiba se seu site está otimizado

Você pode vender bombons, para quem não compra bombons, como assim? Você pode vender bombons sem lactose por exemplo, você pode vender bombons feitos de chocolates coloridos e atrair as crianças, use e abuse da criatividade, pesquise observe quem já vende, como faz a diferença o que você pode fazer de diferença. Você deve obter um ótimo conhecimento sobre seu segmento ou então criar o seu segmento, algo que ainda não existe, algo simples, barato e que agrade a todos.

Se não tiver dinheiro para investir em seu negócio venda-o

Mas eu mal comecei e já vou vender? Sim, vai se você não tiver capital, para vender o que você projetou, a opção é essa vender para a ideia, o projeto você pode obter recursos de subvenção econômica do governo. O que é isso? É uma assistência governamental destinada a fornecer um benefício econômico especifico a uma entidade ou grupos de entidade para atingir um determinado objetivo essa assistência pode ser:

 Contribuição de natureza pecuária;
 Isenções tributarias dispensa pagamento de tributos;
 Reduções: exclui parte de isenções;
 Empréstimos subsidiados: Onde através de um banco ou não renuncia o pagamento total ou parcial.
 Sem tributos: O tesouro abre mão de parte da receita tributária.

BAIXE NOSSO 

>Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
>Aprenda como usar o CANVAS
>Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Você recorrer também a um investidor, se mostrar que seu projeto é rentável, trará lucros, bancos, empresas privadas, ou até mesmo algum amigo ou parente que você pode oferecer a sociedade ele entre com o dinheiro e você com o projeto e a execução do mesmo, o sócio monta por exemplo a loja arca com todas as despesas e depois reparte o lucro com você.

Sociedade, Parcerias, metas outro caminho para seu projeto

Procure capital de terceiros crie regras para a sociedade, para que você não vire empregado ao invés de empreendedor. Fazer parcerias é uma boa saída também, afinal dinheiro parado não é bom para quem tem, mas cabe a você convencer sobre seu segmento, sobre sua ideia, parceria com fornecedores, colaboradores é bom para todos, se o segmento for bom e rentável.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
>Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
>Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Ter contatos, boas conexões para promover seu negócio é muito bom e traz muitos benefícios, mesmo na era digital o contato boca a boca é muito útil ainda e pode trazer boas opções.

Aproveitar oportunidades também é muito bom esteja sempre alerta a possibilidades, procure opções em seus segmentos por exemplo você quer abrir um salão de cabeleireiro, mas não tem dinheiro para montar a estrutura do salão, você pode por exemplo atender as pessoas em casa, a pessoa marca a hora e você vai até a casa dela para fazer o cabelo, unhas, maquiagem, etc…ou até no trabalho dela, no momento do intervalo, você tem que ter em mente do que o cliente precisa, onde e como você pode fazer.

O que vai dar início ao seu projeto é a ação, então não tenha medo de se adaptar, se ainda não tem recursos financeiros para isso, então se adapte a novas possibilidades, crie metas, siga seu projeto passo a passo.

Documentos necessários para abrir uma empresa.

Agora que você já tem o capital, vamos ver o que você precisa de documentação para regularizar seu empreendimento. Vamos mostrar os principais documentos para você abrir uma empresa, são eles:

NIRE – Junta comercial do Estado
CNPJ – Receita Federal
Alvara de funcionamento – Prefeitura
IE – Inscrição Estadual

Registro na junta Comercial:

Você preenche uma ficha e ela terá os dados da empresa e código de atividade, existe uma tabela oficial com os códigos. Depois você faz o registro na junta comercial e vai fazer um requerimento para abrir sua empresa, vai pesquisar se o nome está disponível, pagar uma taxa e você recebe o protocolo com o seu NIRE, agora você vai fazer o CNPJ.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
>Aprenda como usar o CANVA
>Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Contrato Social: É onde vai se definir a participação de capital de cada sócio atividades da empresa, seu funcionamento, verificar se o nome e o objeto social da empresa estão disponíveis para ser registrado e reconhecido em cartório e assinado por um advogado.

Deve ser feito antes de obter o CNPJ. Você pode fazer uma avaliação da sua empresa através do Simples Nacional que nada mais é do que um regime tributário para micro e empresas de pequeno porte lá tem uma série de condições que ajudaram na forma de reduzir alíquotas de tributos e simplificar sua forma de pagamento junto com órgãos do fisco.

CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas

É o registro único serve para empreendimentos físicos e digitais, é uma identificação exigida em muitos momentos e lugares, notas fiscais, da credibilidade ao seu negócio sua solicitação pode ser feita online, pelo site da receita federal. Você baixa o Programa

Gerador de Documentos de CNPJ, onde terá uma ficha para o cadastro da empresa. Nessa ficha são solicitados dados da empresa, como razão social, ramo de atividade e endereço. No quadro de sócios você descreve quem são os responsáveis pela empresa e qual a participação de cada um no capital da companhia.

Ao enviar a solicitação será gerado um recibo de entrega guarde-o para consultar depois o andamento do seu pedido. Após o envio a receita fará uma verificação automática de erros e pendencias, caso a solicitação não seja aceita você será informado para resolver o problema, caso tudo esteja certo você será direcionado para a impressão do documento básico de entrada no CNPJ (DBE).

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
>Baixe e-book para datas comemorativas

Depois de imprimir reconhece firma no cartório, e você vai para a unidade cadastradora que é informada ao final do processo eletrônico, seu envio pode ser feito pelos correios ou você pode entregar pessoalmente, não existe um prazo determinado para a conclusão do procedimento, que varia de acordo com o município e número de pedidos diários o tempo médio é de 5 dias, mas pode demorar até 30 dias. Acompanhe pelo site o andamento do pedido.

Caso você não é sócio de nenhuma outra empresa e sua previsão de faturamento anual é de até R$ 60.000,00 (Sessenta mil reais) é possível se registrar como microempreendedor individual (MEI)

Alvara de localização e funcionamento

Para obter o alvará você tem que comprovar na prefeitura da sua cidade que possui todas as condições exigidas para o seguimento do seu negócio, essas condições variam dependendo do que sua empresa faz, antes de requerer ou até se inscrever na junta comercial, você deverá fazer uma consulta previa para saber se a atividade escolhida pode ser feita no local onde você pretende abrir a empresa.

Licença e inscrições nos órgãos de regulação Estadual e Municipal

As autorizações dos órgãos de vistoria dependem do ramo da empresa, local de instalação, porte da empresa. Dependendo do segmento sua empresa vai precisar de autorização especifica. As mais comuns são:

 Licença ambiental: Obtida em órgãos Municipais e Estaduais de meio ambiente e no IBAMA, para empresas que exercem atividade industrial, metalúrgica, mecânica, têxtil, química, de calçados, atividade agropecuária.

 Licença sanitária: Obtida em órgãos Municipais, Estaduais e Federais, para empresas que atuam no setor alimentício, medicamento e cosméticos.

 Vistoria de cumprimento de noras de segurança: É realizada pelo corpo de bombeiros e praticamente todas as empresas estão sujeitas.

Algumas atividades, precisam de inscrição de órgãos federais, como o ministro do turismo, ministério da agricultura, pecuária e abastecimento.

Empresa MEI

MEI – Microempreendedor Individual – Pessoa que trabalha por conta própria e se legaliza como pequeno empresário. Para ser um

MEI seus rendimentos devem ser de R$ 60.000,00 (Sessenta mil Reais) por ano. Não ter outra empresa e nem sociedade em uma empresa.

A Lei Complementar nº 128, de 19/12/2008, criou condições especiais para que o trabalhador conhecido como informal possa se tornar um MEI legalizado. Esta lei traz algumas vantagens:

 CNPJ: auxilia na abertura de contas e emissão de notas fiscais.

 Simples Nacional: ficará isento dos tributos federais (Imposto de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL). Assim, pagará apenas o valor fixo mensal de R$ 45,00 (comércio ou indústria), R$ 49,00 (prestação de serviços) ou R$ 50,00 (comércio e serviços), que será destinado à Previdência

Social e ao ICMS ou ao ISS. Essas quantias serão atualizadas anualmente, de acordo com o salário mínimo.

Com essas contribuições, o Microempreendedor Individual tem acesso a benefícios como auxílio maternidade, auxílio doença, aposentadoria, entre outros.

“ As microempresas (ME) e empresas de pequeno porte (EPP) devem ter atenção para não serem excluídas de ofício do regime tributário simplificado e diferenciado favorecido pelo Simples Nacional, por motivo de inadimplência. ”

Como abrir uma microempresa

Existem três tipos de empresas:

 MEI – Microempreendedor individual.
 ME – Microempresa.
 EPP – Empresa de pequeno porte

MEI: Este tipo de empresa tem um incentivo do governo federal em não alterar a taxa do pagamento do DAS, que corresponde a 5% do salário mínimo, desde que a receita do mês não varia acima dos R$ 5.000,00 e dos R$ 60.000,00 ao ano.

Documentação para abrir a MEI:

 RG
 CPF
 Comprovante de residência
 Título de eleitor.
 Comprovante do ponto comercial (se for diferente do residencial).
 Última declaração do imposto de renda
 Atividade que será exercida da empresa.
 Nome fantasia.

Entrar no portal do microempreendedor individual e preencher as informações solicitadas.

Obs. – Este tipo de empresa só pode ter um funcionário e as taxas para a contratação do funcionário tem seus benefícios.

ME ou EPP: Para a abertura de ME (microempresa) ou EPP (empresa de pequeno porte), que são empresas maiores, significa que a receita anual é acima de R$ 60.000,01 até o limite de R$ 3.600.00,00, outro ponto é que ambos podem ter mais de um funcionário e precisam de uma contabilidade mais adequada e adaptada as rotinas desse grupo de empresas.

Documentação para abrir ME ou EPP:

Documentação do empresário completa

•RG
•CPF
•Comprovante de residência
•Título de eleitor.
•Comprovante do ponto comercial (se for diferente do residencial).
•Última declaração do imposto de renda
•Atividade que será exercida da empresa.
•Nome fantasia.

Com todas as informações acima você baixa o programa de requerimento do empresário da referida junta comercial de cada município, inicia-se o preenchimento. Checar todas as informações e códigos do empresário transmitir-se as informações para a junta de sua região. Após o envio imprima o documento (4 vias do requerimento e 3 vias do porte) prepare uma capa também que é fornecida no portal da junta comercial do seu município.

Se já for integrado a junta comercial de sua região com a recita federal prepare o DBE, baixando o 3.6 da receita federal e o Receitanet.

Preencher p 3.6 idêntico ao requerimento do empresário. Leva uns dois dias em média para sair o DBE após o envio, quando sair o DBE reconheça a assinatura do empresário no DBE e pronto você já pode levar os documentos nos referidos órgãos.

OBS. DBE – Documento Básico de Entrada. Serve para dar entrada no CNPJ

Para você saber mais:

LTDA – Limitada: Diferente do empresário individual em uma empresa e/ou pessoa ou mais pessoas que se unem para formar uma empresa. Não possui limite para o Capital Social*.

Documentos para abrir uma LTDA:

 RG
 CPF
 Comprovante de residência
 Título de eleitor.
 Comprovante do ponto comercial (se for diferente do residencial).
 Última declaração do imposto de renda
 Atividade que será exercida da empresa.
 Nome fantasia.

Obs. Todos os envolvidos

Prepara o contrato social com suas devidas clausuras, pesquisa a existência de nomes semelhantes, preenche a ficha FCN, prepara a capa, entrega o processo na junta comercial, no caso da LTDA.

Definições para esclarecimento:

Capital Social: Representa o montante investido na empresa pelos sócios quando o negócio se inicia.

Junta Comercial: Órgão responsável pelo registro de atividades ligas a sociedades empresariais.

FCN: Ficha de cadastro nacional.
RE: Requerimento de empresário.

Agora você já sabe quais procedimentos são precisos para abrir sua pequena empresa, o ponto inicial é um projeto onde você vai colocar seus objetivos no papel para poder concretiza-lo, comece num esboço com papel e caneta e depois vai analisando, pesquisando, tornando ele cada vez mais completo, cada vez mais próximo da realidade, estude, pesquise, pergunte, faça, crie, acredite e torne real.

LEAVE A REPLY