O que é um Plano de Negócios / Finalidade de um Plano de Negócios / Recomendações importantes sobre a elaboração de seu Plano de Negócios.

Um Plano de Negocio, também conhecido com Business Plan, é a definição e análise por escrito das principais variáveis do negócio.

Utilizando o plano, fica muito mais fácil descobrir e analisar fatos que podem ser determinantes para o sucesso, ou o fracasso, de seu empreendimento na Internet.

A montagem de um bom Plano de Negócios deve ser uma das primeiras ações para a criação de uma empresa na Internet, ou fora dela. O plano é uma ferramenta de planejamento e servirá como um norte para as ações que deverão ser tomadas pelo empreendedor.

A elaboração de um Plano de negócio é fundamental para o empreendedor, não somente para a busca de recursos mas, principalmente, como forma de sistematizar suas idéias e planejar de forma mais eficiente, antes de entrar de cabeça em um mercado sempre competitivo.

O seu Plano de Negócio deve ajudá-lo a responder questões importantes relativas ao seu negócio antes de seu lançamento. Não é incomum mudanças profundas no projeto ou até mesmo o abandono da ideia inicial, quando se começa a pesquisar e checar as suposições iniciais para a montagem do Plano de Negócio. É justamente aí, que reside o seu valor: é muito mais fácil modificar um negócio que está apenas no papel do que quando seu site já está no ar com o comprometimento de parcela expressiva de seus recursos.

Para auxiliar na montagem do plano é importante um modelo que sirva como uma espécie de roteiro na construção de seu Plano de Negócio. No final desta página você vai poder baixar para o seu computador um modelo de Plano desenvolvido para empresas da Internet. Um link no final da página vai levá-lo ao site ABCcommerce onde você poderá fazer o download do modelo ABCcommerce de Plano de Negócio. A partir do download do modelo de plano de negócio você pode imediatamente começar a trabalhar em seu projeto.

Banner2 - Plano de Negócios3

Mas antes do download do modelo, algumas…

Recomendações importantes sobre o Modelo de Plano de Negócios

  • Um modelo é exatamente isso que o seu nome diz: um “modelo”. Serve para você ter uma visão melhor do que é um Plano de Negócio e eventualmente aproveitar a estrutura ou parte dela adaptada ao “seu negócio”‘. Mas cada projeto é único, mesmo que se trate da mesma área de atuação. O fundamental aqui, mais do que a conclusão do Plano, é a pesquisa que você terá que realizar em busca das respostas às inúmeras perguntas que irão surgir e o conseqüente aprendizado resultante desse trabalho. O modelo não é uma camisa de força. Se o seu negócio apresentar peculiaridades em relação ao modelo de plano de negócio apresentado, não hesite em adaptá-lo a suas necessidades específicas.
  • Se você estiver pensando em lançar uma pequena empresa ponto.com, não tenha dúvidas, faça você mesmo seu Plano de Negócio. Isso vai lhe dar maior segurança na implantação e direção do projeto. Agora se estamos falando de projetos de maior porte, digamos, alguma coisa envolvendo mais de dois dígitos (em milhares) é bom procurar especialistas. Mas mesmo nesse caso, é muito importante o seu envolvimento pleno na elaboração do Plano.
  • Se você pretende usar o seu Plano de Negócio para levantar recursos, é ótimo que você capriche na apresentação, porém, mais importante que isso é a consistência dos dados que embasarão o seu projeto. Seja conservador em suas análises e, principalmente, em suas estimativas financeiras, pois a fase da euforia já passou. Além disso, essa é a forma correta de se planejar no mundo real dos negócios e vai dar credibilidade ao seu Plano de Negócio.
  • E por fim, não se assuste se mesmo tendo pesquisado e planejado exaustivamente, você tiver que alterar parcialmente seu projeto depois de lançado o negócio. Isso é absolutamente normal. Afinal de contas, se não houvesse incerteza, não haveria riscos, e se não houvesse riscos, não haveria o lucro.

Banner2 - Plano de Negócios1

Veja a seguir o passo a passo de como montar um plano de negócios:

O plano de negócios é importante justamente para que o empreendedor saiba exatamente quanto de investir e como deve fazê-lo de maneira a conseguir lucrar, é como um planejamento, onde se organiza as ideias para ver se são viáveis.

Sumario executivo do plano de negócio: esta parte deve conter o resumo das partes mais importantes do plano de negócio, dados dos empreendedores, a missão da empresa, o setor em que vai se inserir sua forma jurídica, fonte de recursos, capital social e qual será a fonte de recursos. Essa pare do seu plano de negócios só deve ser feita quando todas as demais estiverem concluídas.

A primeira parte do Plano de negócio deve ter o detalhamento das seguintes informações:

Resumo dos principais pontos do plano de negócio: Neste tópico é necessário escrever sobre como é o negócio, quais os produtos ou serviços que irá oferecer aos seus clientes, qual será seu público alvo, o local onde a empresa irá se instalar, quanto irá investir na mesma, qual o faturamento mensal esperado e o temo que espera obter retorno de seu investimento.

Dados dos empreendedores e suas atribuições: neste tópico deve-se colocar quais são as experiências dos empreendedores que farão parte do negócio e quais funções cada um vai desempenhar.

Dados do empreendimento: Nesta parte colocam-se os dados da empresa, incluindo o CNPJ se a mesma já foi cadastrada.

Missão da empresa: Essa parte é muito importante, pois vai falar de maneira mais detalhada o que é esperado do negócio e dos futuros funcionários que farão parte dele. A missão nada mais é do que o papel que a empresa desempenha junto a sociedade e a razão pela qual ela foi feita. Na hora e desenvolver a missão da empresa tenha em mente algumas perguntas como Quem é meu consumidor, Qual o valor dele para a empresa, entra outras, vale a pena pesquisar a missão de outras empresas ara se ter uma base.

Setor de atividade: Neste tópico você deve definir qual será o ramo de atuação de sua empresa e consequentemente saber e qual setor ela se encaixa, alguns exemplos de setores são: Indústria, Agropecuária, Comércio e Prestação de serviços.

Forma jurídica: Esta pare do plano de negócios deve ser avaliada com cuidado, nela você deverá definir e qual forma jurídica ela se encaixa Microempreendedor individual(MEI), Empresário Individual, Empresa Individual de responsabilidade individual ou Sociedade limitada

Enquadramento tributário: Escolher seu enquadramento jurídico é muito importante, pois a partir dessa escolha será possível verificar como o simples nacional incidirá no Simples Nacional, que leva em conta o faturamento anual da empresa e esta sujeito a aprovação da receita federal. Nessa categoria a empresa pode ser classificada em ME, com receita bruta superior ou igual a 360 mil, EPP, com renda anual maior que 360 mil e inferior a 3,6 milhões. Existe ainda o MEI que é o modelo ideal para pessoal que faturam até 60 mil reais por ano e possui no máximo um funcionário.

Capital Social: O capital social é um conjunto de itens como dinheiro, ferramentas e equipamentos, ou seja é tudo que a empresa possui, desde o dinheiro em caixa até os investimentos em infraestrutura, é muito importante descrever ada item pertencente a empresa pois quando o plano financeiro for ser elaborado você saberá com certeza qual o total de capital que deve ser aplicado.

Fonte de Recursos: Nesta etapa é necessário descrever como serão obtidos os recursos para a abertura da empresa, se serão próprios ou obtidos por investimentos, empréstimos ou ajuda de terceiros.

Na segunda parte do estudo do seu modelo de plano de negócios será necessária a realização de uma Análise de mercado seguindo os seguintes tópicos:

Estudo de clientes: é uma das etapas cruciais na elaboração do seu plano de negócios, é necessário identificar as características do consumidor, tais como a faixa etária, sexo, trabalho renda, caso o negócio seja direcionado a atender empresas é preciso verifica qual o ramo das mesmas,qual sérvio oferecem, a quanto tempo estão no mercado.

Estudo de concorrentes: tão importante quanto saber para quem seu produto será vendido é saber quem são os concorrentes da empresa, para fazer esta parte do projeto será necessário avaliar os pontos fracos e fortes das principais empresas concorrentes, como a qualidade do atendimento, preço cobrado, localização, preço. Logo após ter esses dados em mãos deve ser feita uma análise, levando em consideração as seguintes premissas, possível superar os concorrentes, qual será o diferencial que a empresa terá em relação as demais, o mercado oferece espaço para concorrência.

Estudo de fornecedores: nesta etapa será necessário avaliar as empresas que irão fornecer os materiais e matérias primas necessários ao funcionamento da empresa, o cadastro de cada uma dessas empresas deve ser mantido atualizado. Deverá ser feito um trabalho de pesquisa para se ter uma base de preços, prazos de entrega, garantias, qualidade entre outros aspectos.

Em uma terceira parte do plano de negócios será necessário avaliar e formular um plano de marketing que deverá conter os seguintes itens:

Descrição dos produtos e serviços: neste tópico do é preciso descrever em detalhes todos os produtos e serviços que serão oferecidos pela futura empresa.

Preço: Aqui o preço do produto deverá ser calculado levando em consideração o valor gasto na fabricação, a mão de obra utilizada e o quanto se deseja receber de retorno.

Promoções: quais promoções deverão ser implantadas para que o produto se torne conhecido, é possível utilizar-se de meios como, radio, Televisão, internet, carros de som, panfletos.

Comercialização: avaliar como o produto será distribuído e chegará nas mãos do consumidor.

Localização: Qual é o melhor endereço em que o negócio poderá se localizar uma loja, por exemplo, possui mais visibilidade no centro da cidade, uma indústria na maioria das vezes é mais aceita em um bairro industrial.

Antes de se concluir o plano de negócios ainda será necessário levar em consideração pontos como, qual o tempo de retorno do investimento, como os funcionários serão divididos em na empresa, quais funções cada um terá, quais serão os gastos fixos e variáveis, custos com o transporte dos produtos, metas a serem alcançadas mês a mês, cada item deve ser feito com todo cuidado e atenção pois é somente a partir desses estudo detalhado é possível prever o sucesso ou insucesso de um empreendimento.

Plano de negócios para e-commerce

Se você quer saber como utilizar esta metodologia para abrir um e-commerce de sucesso, nesta página sobre curso de e-commerce você vai ter acesso à um review completo de como ter uma loja virtual que gera pedidos todos os dias!

Previous articleSaraiva entra prá valer na briga digital dos ebooks
Next articlePra que serve, afinal, o Plano de Negócios?
Dailton Felipini é referência quando o assunto é ecommerce, atuando na área de negócios digitais desde 2001. É graduado e mestre em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas - FGV, em São Paulo e trabalhou na IBM em Nova York. Possui cinco livros publicados sobre ecommerce, é palestrante e fundador da Lebooks, primeira editora a publicar e comercializar ebooks no Brasil.