Presença na Internet

Presença na Internet

1093
0
SHARE
“ A Internet é a mais badalada e a menos compreendida das tecnologias”

Apesar da badalação, as vezes exagerada, não há razão para a Internet ser mal compreendida.  Para as empresas ela deve ser vista como um investimento e como tal, deve gerar um retorno.   Neste e nos próximos artigos, vamos tentar responder de forma sucinta, a pergunta que qualquer empresário faria a alguém que lhe propusesse investir na Internet:  QUAIS  SÃO OS BENEFÍCIOS  QUE A INTERNET PODE GERAR PARA MINHA EMPRESA ?  Como resposta  listei o que eu considero os 10 principais benefícios ou aplicações para a Internet  do ponto de vista das empresas.  Note que essas aplicações  não são opções excludentes,  mas sim complementares, e vão se somando de forma a extrair da Internet o seu máximo potencial.  Provavelmente para algumas empresas, algumas das aplicações serão prioritárias em relação a outras.  Para as indústrias, as relações com os fornecedores, são importantíssimas, já para as empresas de serviço as relações com o cliente são cruciais, e assim por diante.  Cada empresa, de acordo com suas características e necessidades deve investir nas aplicações  que maximizem seu investimento.   Vamos ver cada uma delas  e seus benefícios.

1. Novo e econômico canal de Divulgação Institucional.

Cerca de  90%  das empresas tem atualmente, algum tipo de presença na Internet.  Mas uma parte expressiva delas tem apenas o que estou chamando aqui de “Presença Institucional”, ou seja, um site que mostra o que é a empresa, suas atividades, produtos ou serviços prestados, localização, telefones para contato, etc.. Uma espécie de brochura eletrônica de divulgação da empresa.  Embora esse seja um objetivo muito pequeno diante do potencial da Web, como veremos posteriormente, a simples presença já traz resultados  positivos em termos de  imagem  de empresa moderna, atualizada, onde os funcionários podem se referir ao site, podem utilizar cartões com o famoso “www” e o endereço eletrônico da empresa… etc. Além disso, a existência do site já garante o recebimento de visitantes e  inclusive a possibilidade de contato e realização de negócios.  O pessoal das empresas ponto-com sabe muito bem que, dependendo do tipo de produto oferecido, de 30% a 40% das visitas recebidas no site, chegam através dos buscadores, ou seja, alguém que estava interessado em  “produto X” entrou em um desses buscadores, digitou essas palavras e caiu no site da empresa.  A partir daí, pode ter achado o site interessante, pode ter entrado em contato e mais um negócio ter sido concretizado.  Note que, quanto menor o nicho de mercado e especificidade da empresa, maior a chance da empresa ser localizada e o negócio ser efetivado. Outro detalhe interessante é que os visitantes chegam até você gratuitamente, uma vez que, por enquanto não se paga nada para estar presentes nos buscadores. Então para resumir esse primeiro aspecto:  embora de forma  limitada um simples site institucional já traz benefícios e, o mais importante, é primeiro passo na  Internet. A partir dessa presença, novas aplicações e recursos podem ser adicionados buscando atingir outros objetivos.

2. Divulgação dos produtos – Catálogo Eletrônico.

Além de mostrar a empresa, você pode também mostrar de forma detalhada a linha de produtos, suas características, atributos, preços, o diferencial oferecido pelo produto em relação aos da concorrência e tudo o mais que valha a pena  destacar.  É uma forma de pré-venda,  na medida que o seu visitante vai obter mais referências positivas sobre seu produto ou serviço.  A partir daí, o cliente pode contatar a empresa  simplesmente clicando em um ícone e enviando um e-mail, (clique aqui para receber mais informações sobre o produto) solicitando a visita de um representante ou envio de informações mais detalhadas e específicas.  Note que a partir daqui, já estamos falando de uma característica muito importante da Internet chamada “interatividade” que basicamente é a possibilidade de realizarmos  uma comunicação de duas vias, na qual o seu site envia e ao mesmo tempo recebe informação de seu potencial cliente, diferentemente de outros canais de comunicação como um folheto,  uma revista, o rádio, ou a televisão.

3.  Geração de novos clientes – eMail Marketing.

Podemos avançar um pouco na exploração das possibilidades oferecidas pela  internet, e começar a usar o site de forma mais pró-ativa, buscando atrair novos clientes e expandir os mercados através desse canal.  Foi dito acima, que os buscadores são uma excelente forma de captação de clientes na medida que funcionam como uma espécie de radar, 24 horas  por dia no ar, durante todos os 365 dias do ano. Mas além dos buscadores, pode-se utilizar a Internet para realização de campanhas promocionais utilizando uma mala-direta eletrônica, por exemplo. E aqui, não se trata do chamado “Spam”, a prática de enviar milhões de e-mails não autorizados, que eu nunca recomendaria para uma empresa ponto-com iniciante e muito menos para uma empresa tradicional com um nome a zelar no mercado.  Trata-se de uma mala direta adquirida de empresa confiável, cujas pessoas concordaram em receber informações sobre determinados produtos (grandes provedores e portais tem isso). Uma boa lista e cujos dados são bem  segmentados  com alta concentração de clientes em potencial, possibilita  um excelente retorno das campanhas promocionais na medida em que o “target” ou público alvo é definido com maior precisão.   Outra alternativa de melhor retorno ainda, é desenvolver o seu próprio mailing  com as pessoas que já compraram da empresa, ou que se registraram participando de concursos ou eventos promovidos com essa finalidade de gerar “prospects”.   Trataremos disso no próximo artigo.

LEAVE A REPLY