EBOOKS E LIVROS: O FUTURO INVADINDO O PRESENTE

EBOOKS E LIVROS: O FUTURO INVADINDO O PRESENTE

2136
0
SHARE

É muito bom visitar a Bienal do Livro. Dá a sensação de que vivemos em um país desenvolvido onde a leitura é importante. Na Bienal vê-se famílias inteiras, muitas vezes com crianças de colo a procura de livros do interesse de cada um, assiste-se palestras com pessoas inteligentes e encontra-se com autores que fazem do oficio de escrever um sacerdócio. Mas além desta efervescência que se repete a cada dois anos, desta vez algo de novo estava no ar.

eBooks, o futuro do livro

Os eBooks, livros no formato digital, e os eBook Readers, aparelhos de leitura de livros digitais, já estavam presentes em alguns estandes e embora quantitativamente fossem insignificantes em relação ao oceano de livros expostos, se faziam notar, principalmente entre os jovens. E para quem tem acesso, como é possível ficar alheio a algo tão revolucionário quanto um eBook. Um aparelhinho do tamanho de uma agenda comum. Só que mais leve e com uma espessura ao redor um centímetro, mas que pode carregar em seu bojo o equivalente a 1.500 livros convencionais. Para se ter uma idéia do que isso representa, uma pessoa que viva até os setenta anos de idade e que tenha começado a ler livros aos 10, teria que ler um título a cada quinze dias durante sessenta anos para ler o equivalente à capacidade de armazenamento de um simples eBook Reader.  Isso sem falar na leitura de jornais e no acesso a bibliotecas do mundo todo, nas imagens e vídeos em alta resolução e no acesso ao universo de informações da Internet. Comparar com papel e tinta, é cada vez mais covardia e aquilo que eu acreditava já há alguns anos é hoje uma certeza para mim: tudo que puder ser digitalizado será digitalizado e todo tipo de conteúdo informativo migrará para o formato digital. Os livros não escaparão disso, é apenas uma questão de tempo.  E por que estranhar, se nós já vimos esse filme várias vezes? A máquina de escrever foi substituída por uma máquina digital chamada computador, a máquina fotográfica convencional foi substituída pela máquina digital, o telefone analógico foi substituído pelo digital… e todas esses equipamentos, hoje obsoletos, foram criados muito mais recentemente que o livro impresso que este ano completa exatamente 555 anos de existência.
Por que nós resistimos à idéia de que ele vai nos deixar? Simplesmente porque, nós aprendemos a amar o livro em papel, que foi nosso companheiro desde a primeira cartilha e nos propiciou infindáveis sensações, alegrias e emoções até hoje. Gostamos da capa colorida e brilhante de um novo livro, gostamos do cheiro, do contato com as páginas, e assim por diante. Como dizia o poeta: amor é convivência. Ocorre que as próximas gerações já não terão essa convivência, pois eles aprenderão a ler em um eBook e, se tudo correr bem, se apaixonarão por um equipamento da espessura de uma folha de papel que poderá armazenar e lhes fornecer séculos de informação e de conhecimento a um simples toque de dedo.

Mas o que é um livro, afinal?

É triste imaginar uma estante sem livros? Talvez! Mas vamos ser racionais, o mais importante do livro vai continuar existindo: é o texto, é o ensinamento, é aquilo que na Internet chamamos de conteúdo. Livro não é a soma de papel e tinta. Isso é apenas a embalagem do livro impresso, assim como a embalagem, do livro digital é uma mistura de vidro, plástico e circuitos. Livro é conteúdo, e este continuará a existir mesmo que em outra embalagem. A bíblia não perderá a sua força doutrinadora quando lida em um ebook, as palavras de Machado de Assis não perderão seu brilho ao desfilarem pela tela de um ebook e as namoradinhas do futuro que tiverem sorte, não deixarão de sorrir apaixonadas ao ouvir um poema de Fernando Pessoa na voz de seu amado só porque foram lidas em um ebook. Sorria! O nosso querido livro não está indo embora. Ele está apenas adquirindo uma nova roupagem, muito melhor e mais adequada aos tempos atuais.

LEAVE A REPLY