Como importar produtos da China

Como importar produtos da China

0
SHARE
Como importar produtos da China'
Como importar produtos da China

Aprenda a como importar da China e o que você precisa saber para revender com sucesso produtos do exterior

Muitos empreendedores virtuais obtém sucesso ao iniciar um negócio de revenda de produtos de outros países. Isso acontece porque existe um grande público consumidor de mercadorias importadas, o que se dá, na maioria das vezes, ao baixo preço que elas possuem. Ou seja, os preços dos produtos em outros países são muito menores do que os praticados no mercado nacional.

Assista Webnário para montar loja virtual
Veja 8  dicas para montar uma loja virtual
Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

 

Desse modo, quem compra do exterior, mesmo pagando todos os impostos e taxas necessárias, consegue oferecer mercadorias ainda com preços vantajosos e obter bom lucros sobre cada venda. No entanto, é preciso saber de quais países vale a mais a pena comprar produtos para revender no Brasil.

A China é um dos que se destaca no segmento dos importados, sendo que existe uma imensa variedade de artigos que podem ser adquiridos no país e comercializados para os consumidores brasileiros. Os nichos de mercado que se destacam são o de vestuário, inclusive, infantil, cosméticos, perfumaria, eletrônicos e acessórios femininos .

Eles estão em destaque porque existem vários fornecedores da China que oferecem esse tipo de mercadoria e também um público fiel no mercado nacional para esses produtos. No caso dos ramos de roupas e perfumes, há mais uma razão para tanto consumidores gostarem de adquirir produtos da China, que é a possibilidade de adquirir peças de grifes famosas por preços baixíssimos.

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, nem todos os produtos de origem chinesa possuem baixa qualidade ou são falsificados. A verdade, é que existem muitas empresas que se estabeleceram no país oriental, devido a sua mão de obra barata, entre outros fatores.

Por conta disso, mesmo comprando da China pode-se ter acesso a artigos originais e de boa qualidade.

Mesmo com todas essas vantagens que são apresentadas, quem deseja investir nesse tipo de negócio deve saber como importar da China e, para tanto, é preciso estudar e pesquisar muito.

Baixe planilha de análise de concorrência
Baixe e-book com 6 maiores erros de quem faz anúncios
Baixe e-book de como capturar e-mail

Na internet é possível encontrar muito material sobre a experiência de empreendedores virtuais que obtiveram sucesso nesse tipo de negócio.

Conhecer a história deles para se inspirar e mesmo para não cometer alguns erros é fundamental. Além disso, é de extrema importância saber como funciona o processo de importação, bem como onde encontrar os melhores fornecedores e, por fim, como divulgar os seus produtos e garantir as suas vendas.

Como importar da China

O procedimento para importar da China pode parecer bastante burocrático em um primeiro momento, mas à medida que são realizadas as importações os trâmites se tornam muito mais simples. Mesmo assim, antes de começar a importar é preciso entender quais as taxas que devem ser pagas, quando os impostos são cobrados, como funcionam as entregas pelos Correios, que outras empresas realizam as entregas, etc.

É preciso saber, por exemplo, que apenas as compras que não ultrapassem os 50 dólares no total, ou seja, contando frete e demais despesas, e que sejam feitas entre pessoas físicas estão isentas de impostos. De todas as outras serão cobrados impostos, inclusive, quando a importação tem fim comercial.

Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Os produtos da China podem oferecer preços muito abaixo

No entanto, como os produtos da China podem oferecer preços muito abaixo do mercado nacional, ainda assim continua sendo vantajoso. Para importar e receber pelos Correios também existe alguns limites de quantidade e dimensões das encomendas. Porém, quem estiver iniciando no empreendimento de importações da China pode começar importando volumes menores a fim de experimentar o mercado.

Se obtiver sucesso com a revenda, então, a dica é que abra a sua própria loja. Mesmo que as pessoas que importam do exterior possam vender de maneia mais convencional os seus produtos, grande parte dos importadores prefere fazer isso através de um e-commerce.

Desse modo, a negociação é facilitada e a tendência é que haja um aumento no volume de vendas, uma vez que os artigos podem ser oferecidos aos consumidores de todo o país.

Quem decidir por importar poucos produtos em um primeiro momento pode escolher os sites que funcionam como classificados para revender as suas mercadorias. Essa é uma dica que serve perfeitamente também a quem não possui capital inicial para montar a sua loja virtual.

Se as vendas forem boas em pouco tempo com o lucro das mesmas é possível ter um e- commerce como você sempre quis.

Dicas para importar da China

Para fazer importações de sucesso existe uma dica de ouro, que é a de buscar sempre pelos fornecedores de credibilidade e confiança, ou seja, aqueles com os quais outros importadores já negociam. Ser o primeiro a adquirir mercadorias de um fornecedor não é nada indicado, ainda mais para quem está começando no negócio de importados.

Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
Aprenda como usar o CANVAS
Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Existem sites que reúnem um grande número de fornecedores da China que são bastante utilizados por quem revende no Brasil. São esses lugares os mais seguros para realizar as suas compras no exterior. Mesmo assim, sempre guarde cópia de todos os documentos que sejam gerados com a venda, no caso dos artigos terem que ser trocados.

Ou seja, assim como nas compras dentro do país, é possível trocar mercadorias que não estejam de acordo com o adquirido. Sobre os fornecedores também é importante saber que há diferentes maneiras de frete e quando a entrega é feita pelos Correios as taxas são menores. Porém, o prazo de entrega também é maior.

Desse modo, à medida que as suas compras e vendas aumentares e o seu negócio crescer você pode buscar por outras empresas que entregam mercadorias do exterior de forma mais rápida, embora o preço seja mais alto. Além dos conhecimentos específicos e necessários para importar, é preciso saber como revender os produtos.

7 dicas para começar a usar o Youtube
Saiba se seu site está otimizado
Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
Baixe e-book para datas comemorativas

Nessa hora, as informações relevantes são as mesmas que todos os empresários da internet devem dominar, mesmo que comprem e vendem apenas dentro do país. Isso quer dizer que para conseguir vender com sucesso os itens que você adquiriu na China é importante definir antecipadamente qual o nicho de mercado que você quer atender.

Entre tantos produtos da China, é preciso definir uma modalidade para apostar e conhecer o seu público alvo.

O próximo passo é divulgar as mercadorias de modo que chamem a atenção dos consumidores em potencial para adquiri-las. Isso se faz com marketing digital, ao utilizar as redes sociais e outras mídias virtuais que são muito eficientes para promover o que você tem a oferecer.

LEAVE A REPLY